Laboratórios e Grupos de Pesquisa

O Programa conta com instalações físicas próprias para administração (secretaria e coordenação) bem como duas salas (anfiteatros com lousa digital interativa e data show) com capacidade para 30 alunos cada. Um terceiro anfiteatro, com capacidade para 97 pessoas, é usado exclusivamente para palestras, eventos e defesas, com data show, computador e um sistema de videoconferência. Nas salas de aulas do Programa são oferecidas as disciplinas dos cursos de pós-graduação. Tanto as instalações da administração do Programa como as instalações para atividades acadêmicas são completamente informatizadas com acesso direto à Internet, inclusive wireless. 

Laboratórios de pesquisa: com um total de 24 laboratórios destinados à pesquisa.  Com este perfil, há espaço para acomodar, em tempo integral, todos os estudantes do programa (bolsistas e não bolsistas), tendo à sua disposição mesas de estudo, bancadas para desenvolvimentos experimentais e recursos de informática para realização de seus trabalhos e acesso à internet. Ressalta-se ainda a criação, estruturação e consolidação, em 2020 e em 2021, do Laboratório de Distribuição de Energia Elétrica e do Laboratório de Smart Grid, respectivamente. Estes foram financiados em parte pela Universidade Federal de Uberlândia e em parte por empresas que atuam no setor elétrico, por meio do programa de P&D da ANNEL.

Toda essa infraestrutura está disponível aos grupos/núcleos de pesquisa vinculados ao PPGEELT para realização de pesquisa de excelência e formação de recursos humanos para o desenvolvimento científico e tecnológico. Destaca-se a seguir os principais grupos de pesquisa registrados no diretório de grupos de pesquisa do CNPq.

O GRUPO DE PESQUISA EM REALIDADE VIRTUAL (GRVA) tem atuado fortemente em áreas de Sistemas de Realidade Virtual e Aumentada, Tecnologias Habilitadoras (Inteligência Artificial) e Tecnologias de Produção (Infraestrutura e serviços). Neste contexto, faz da UFU a única instituição de ensino do estado de Minas Gerais que possui tradição no desenvolvimento de soluções de Realidade Virtual e Aumentada em aplicações relacionadas à Engenharia Elétrica (distintas e reconhecidas no Brasil e no exterior), Treinamento e Simulação e Reabilitação Humana. Distingue-se também pela inovação no contexto da Indústria 4.0, relacionada com a Realidade Virtual e Aumentada, em soluções de Reabilitação Humana e aplicações educacionais. Por meio do esforço do grupo de pesquisadores, o GRVA já é líder em publicações e na formação de pesquisadores no Brasil e pretende se consolidar como tal no cenário internacional, por meio da pluralização da pesquisa e do intercâmbio com grupos nacionais e internacionais. Merece destaque os trabalhos de pesquisa em colaboração com pesquisadores da FRANÇA e EUA.

Canal do GRVA-FEELT-UFU no Youtube

Líder(es) do grupo:
Alexandre Cardoso, Bolsista de Produtividade Desen. Tec. e Extensão Inovadora do CNPq - Nível 2
http://lattes.cnpq.br/3767009717402045
Edgard Afonso Lamounier Júnior
http://lattes.cnpq.br/0239619592699303

O NÚCLEO DE PESQUISA EM ELETRÔNICA DE POTÊNCIA (NUPEP) tem atuado fortemente em áreas de Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável (cidades inteligentes e energias renováveis), Tecnologias de Produção (Indústria) e Tecnologias Estratégicas (Espacial). Desenvolve conversores estáticos para sistemas inversores para fontes alternativas de energia (conectados à rede elétrica e isolados), dispositivos de acionamento com velocidade variável, sistemas ininterruptos de fornecimento de energia, compensadores estáticos, para microrredes em corrente contínua e corrente alternada e técnicas de controle e gerenciamento de energia elétrica. São mais 100 dissertações de mestrado e mais de 40 teses de doutorado concluídas e inúmeros trabalhos publicados em congressos e periódicos. de grande relevância.

Em 2022, o professor Luiz Carlos Gomes de Freitas foi convidado a participar de um projeto de cooperação internacional intitulado “Future Sustainable Energy Technologies in Africa and South America: From Energy Conversion Systems to Storage Strategies”. O projeto reúne três instituições de ensino superior (IES) em três continentes, Universidade de Vaasa (UWASA/FINLANDIA), Universidade Internacional de Ciência e Tecnologia de Botswana (BIUST/BOTSWANA) e Universidade Federal de Uberlândia (UFU/BRASIL) para construir cooperação entre universidades no ensino de educação sustentável, tecnologias energéticas e na mobilidade de docentes e estudantes. As atividades conjuntas contam com unidades de estudo (onde os alunos farão cursos na escola de acolhimento), como cursos de programa regular ou intensivos específicos. A mobilidade estudantil aprimorará a capacidade dos alunos de interagir e aprender em um ambiente diferente, aprofundar seus conhecimentos em energias renováveis e construir ainda mais a rede universitária. O projeto compromete-se a utilizar os principais especialistas em coensino e coorientação de alunos, bem como a melhorar o currículo em energia renovável nas instituições participantes, o que fortalece a qualidade do ensino. O objetivo é educar e treinar a próxima geração do século 21 nas áreas de tecnologias que promovem Desenvolvimento Sustentável e a utilização de Energias Renováveis, a fim de transformar nossa sociedade em um sistema de energia resiliente e flexível com conversão de energia elétrica adequada, com armazenamento de energia, e treinar nossos alunos para fazer modelagem, analisar, projetar, construir e implementar sistemas que permitirão um futuro livre de combustíveis fósseis.

Em 2014 o professor Ernane Coelho atuou como professor visitante junto ao Grupo de "Microgrids", coordenado pelo Prof. Josep Guerrero, "Aalborg University", Dinamarca, e entre 2015 e 2019 ministrou cursos de curta-duração no tema de microrredes em CA para alunos de pós-graduação da "Aalborg University" e para profissionais da indústria (https://www.et.aau.dk/events/show/ac-microgrids--online-.cid489808).

Canal do NUPEP-FEELT-UFU no Youtube

Líder(es) do grupo:
Luiz Carlos Gomes de Freitas, Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2
http://lattes.cnpq.br/0855458644750836 
Ernane Antônio Alves Coelho - Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2
http://lattes.cnpq.br/9183492978798433

O LABORATÓRIO DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA (LADEE) tem atuado fortemente nas áreas de Tecnologias de Produção (Infraestrutura, serviços e indústria) e Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável (cidades inteligentes e energias renováveis). Desenvolve diversos projetos de pesquisa e desenvolvimento no âmbito do Programa de P&D do Setor Elétrico Nacional, resultando na publicação de artigos relevantes, assim como no desenvolvimento de novos produtos de base tecnológica. Os trabalhos desenvolvidos estão relacionados aos diversos temas do segmento de distribuição de energia elétrica como: qualidade do produto e do serviço, planejamento da expansão, operação de redes de distribuição, perdas técnicas, análise técnica de perturbações visando o ressarcimento de danos elétricos, medição de grandezas elétricas e estudos de acesso aos sistemas de distribuição. Dentre os resultados obtidos pelo LADEE, merece destaque o desenvolvimento de uma nova tecnologia para identificação de faltas de alta impedância em sistemas de distribuição de média tensão em parceria com a CEMIG-D. O registro de patente da solução encontra-se em andamento. Adicionalmente, merece destaque também a nova metodologia desenvolvida para quantificação das perdas técnicas nos sistemas de distribuição, a qual promoveu mobilização por parte da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, visando uma atualização da regulamentação vigente sobre o tema.

Líder(es) do grupo:
Jose Rubens Macedo Junior - http://lattes.cnpq.br/4480967220539652

O NÚCLEO DE QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA (NQEE) tem atuado fortemente nas áreas Tecnologias de Produção (Infraestrutura, serviços e indústria) e Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável (cidades inteligentes e energias renováveis). Mais precisamente, trabalha com as seguintes linhas de pesquisa: problemáticas de inserção de fontes renováveis no sistema elétrico; eficiência energética em ambientes industriais; harmônicos não-característicos; armazenamento de energia; High Voltage Direct Current (HVDC); transitórios e compatibilidade eletromagnética; ressarcimento por danos elétricos; transformadores, equipamentos, subestações e materiais; regulação de tensão em sistemas elétricos de potência via compensadores; compartilhamento de responsabilidades sobre as distorções harmônicas e desequilíbrios de tensão; Flexible AC Transmission Systems (FACTS); análise e soluções correlatas à qualidade da energia elétrica.

Canal do NQEE-FEELT-UFU no Yoututbe

Líder(es) do grupo: 
Ivan Nunes Santos
http://lattes.cnpq.br/0590030130547029
Jose Carlos de Oliveira
http://lattes.cnpq.br/5220457650011257

O GRUPO DE PESQUISA EM REDES INTELIGENTES (GPRI) tem atuado nas áreas de Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável (cidades inteligentes) e Tecnologias de Produção (Infraestrutura, serviços e indústria). Mais precisamente, está focado na área de Indústria 4.0 e IoT e suas principais aplicações em SMART GRIDS (redes inteligentes). Desenvolve tecnologias de comunicação, de middleware e especialmente de técnicas de processamento da informação (data analytics e reconhecimento de padrões), junto com empresas do setor energético para construção de tecnologias capazes de contribuir com os meios produtivos, levando para isto técnicas de processamento de sinais capazes de converter dados brutos em informações elaboradas. Merece destaque o projeto intitulado “Criação do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Redes Inteligentes”, em parceria com o MCTI, que se encontra em fase final de conclusão e cujo produto final consiste em um laboratório de pesquisa com cerca de 400m2 com toda infraestrutura básica e equipamentos necessários para o desenvolvimento de projetos em SMART GRIDS (redes inteligentes).

Líder(es) do grupo:
Alan Petrônio Pinheiro
http://lattes.cnpq.br/3149272924238565

O NÚCLEO DE INOVAÇÃO E AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA EM SAÚDE (NIATS) tem atuado nas áreas de Tecnologias para Qualidade de Vida (Saúde e tecnologias assistivas) e é membro da Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologias em Saúde (REBRATS) desde 2012. Destaca-se no cenário nacional e internacional pela sua atuação técnica-científica, social e administrativa,  com trabalhos nas seguintes áreas Avaliação de Tecnologias em Saúde: avaliar e comparar o desempenho técnico e clínico de tecnologias novas e existentes; Processamento de Sinais Biomédicos: desenvolver e utilizar técnicas de processamento digital de sinais visando a modelagem e análise de sistemas biológicos; Telemedicina: desenvolver sistemas e protocolos que possibilitem a tomada de decisão bem como o monitoramento remoto de informações biomédicas; Biomecânica: desenvolver e utilizar sistemas para o monitoramento e avaliação do movimento humano; Imagens Médicas: avaliação de imagem; controle de qualidade de imagem; diagnóstico por imagem; processamento digital de imagem. No âmbito técnico-científico destacam-se inúmeras publicações científicas na área da Engenharia Biomédica, reconhecidas por meio de prêmios e menções honrosas nacionais e internacionais. O grupo tem organizado e participado ativamente de reuniões e oficinas organizadas pelo Ministério da Saúde com foco em avaliação de tecnologias em saúde. Adicionalmente, o NIATS tem contribuído para a consolidação da área de Engenharia Biomédica (EB) no Brasil, em particular na região do Triângulo Mineiro, Minas Gerais. Para isto, participou ativamente, em 2006, do processo de criação do segundo curso de graduação em EB no Brasil em uma instituição federal. Em 2012 participou ainda do processo de criação do curso de Pós-Graduação em EB da UFU. Tem coordenado, desde 2007, a organização do Simpósio em Engenharia Biomédica da UFU, que se encontra em sua quinta edição. Tais ações refletem a capacidade do grupo em atrair, coordenar e formar recursos humanos, sejam eles de graduação, pós-graduação (mestrado e doutorado) ou pós-doutorado. A repercussão das pesquisas do grupo tem possibilitado o estabelecimento de inúmeras cooperações duradouras nacionais e internacionais.

Líder(es) do grupo: 
Adriano de Oliveira Andrade, Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1C
http://lattes.cnpq.br/1229329519982110

O Grupo DINÂMICAS NEURAIS E CONTROLE MOTOR (GDNCM) tem atuado nas áreas de Tecnologias para Qualidade de Vida (Saúde e tecnologias assistivas). Responsáveis pelo Laboratório de Engenharia Biomédica (Biolab), se concentram nas áreas de Instrumentação Biomédica, Biofeedback, Reabilitação, Tecnologias assistivas, Biomecânica, Engenharia Clínica e Processamento Digital de Sinais Biomédicos. Os professores pesquisadores do Biolab têm orientado estudantes dos cursos de graduação e pós-graduação da Faculdade de Engenharia Elétrica (FEELT) da UFU, e desenvolvido diversos trabalhos em parceria com pesquisadores de outras unidades acadêmicas da UFU (FAEFI, ICBIM, INGEB, FEMEC, FAMED) e de outras instituições de ensino superior nacionais (USP, UNICAMP, UNITRI, UFSCAR, IFTM, UFTM e UFG) e internacionais (Johns Hopkins (EUA), National University of Singapore (Cingapura), Qatar University (Catar), Université de Lyon (França), Université de Lorraine (França), University of Reading (Inglaterra), University of New Brunswick (Canadá), Ryerson University (Canadá).

Líder(es) do grupo:
Alcimar Barbosa Soares, Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2
http://lattes.cnpq.br/9801031941805250

O Núcleo DE PESQUISAS EM ACIONAMENTOS E MÁQUINAS ELÉTRICAS (NUPAM) tem atuado fortemente em áreas de Eficiência Energética em Conversores Eletromecânicos de Energia, Conversores Estáticos para Acionamentos e Acionamentos Elétricos. Desenvolve projetos de máquinas elétricas a relutância variável, dispositivos de acionamento de motores elétricos com velocidade variável, geradores de energia para aproveitamento de fontes renováveis de energia elétrica, e projeto e desenvolvimento de motores para aplicações em tração elétrica. São cerca de 26 dissertações de mestrado e 14 teses de doutorado concluídas e diversos trabalhos publicados em congressos e periódicos. 

Canal do NUPAM-FEELT-UFU no Youtube

Líder(es) do grupo:
Luciano Coutinho Gomes
http://lattes.cnpq.br/3372531394380706

O Grupo FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIA E PROTEÇÃO DE SISTEMAS ELÉTRICOS (LabFAEPSE) tem atuado nas áreas de Tecnologias de Produção (Infraestrutura, Serviços e Indústria) e Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável (Cidades Inteligentes e Energias Renováveis). Desenvolve estudos estratégicos para o aproveitamento do biogás, da energia fotovoltaica e de pequenas centrais elétricas para geração de energia elétrica. Adicionalmente, atua no desenvolvimento de métodos e ferramentas para proteção de linhas de transmissão ou distribuição, transformadores, geradores, motores, barramentos, capacitores e reatores, abrangendo desde os relés eletromecânicos àqueles com tecnologia digital, importantes no contexto de SMART GRIDS (redes inteligentes). Investiga localização e detecção de faltas e coordenação de relés, religadores, fusíveis e disjuntores. Também estuda métodos computacionais heurísticos e otimização matemática, resultando em parâmetros adaptativos e indispensáveis para a operação da rede elétrica com celeridade e confiabilidade.

Líder(es) do grupo:
Wellington Maycon Santos Bernardes
http://lattes.cnpq.br/8631549983581675

• O Grupo de Pesquisa em CONTROLE E AUTOMAÇÃO (GCA) tem atuado nas áreas de Tecnologias de Produção (Infraestrutura, serviços e indústria) e Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável (cidades inteligentes e energias renováveis), mais precisamente, em áreas de Sistemas de Controle, Sistemas Embarcados, Controle Cooperativo e Geração de Trajetórias, Computação, Inteligência Artificial, Controle e Implementações em Robôs Móveis, Estimação para Veículos Autônomos, Máquinas e Acionamentos Elétricos e Eletrônica de Potência. O Grupo de Pesquisa possui dois laboratórios, o Laboratório de Automação, Sistemas Eletrônicos e Controle (LASEC) e o Laboratório de Aterramentos, Máquinas Elétricas e Processamento da Energia (LAMEP). Ambos possuem infraestrutura básica, tal como água, ar comprimido, eletricidade, móveis, bancadas, ferramentas e instrumentos de medição. Estes recursos contribuirão para a Pesquisas de base nas áreas de Veículos autônomos e Processamento da energia, com a proposta de novas técnicas de controle de aeronaves não tripuladas e conversores chaveados para aplicação em sistemas distribuídos.

Líder(es) do grupo:
Aniel Silva de Morais
http://lattes.cnpq.br/8844251698422960
Daniel Costa Ramos
http://lattes.cnpq.br/5562358915665822